Indústria 4.0

A gestão inteligente de ativos para máxima eficiência da indústria 4.0

Autor

SPS Grop

Publicado em
Compartilhe

Na era da Indústria 4.0, a gestão inteligente de ativos se tornou um pilar fundamental para a maximização da eficiência nas operações industriais. As mudanças constantes na pressão econômica e competitiva têm levado os fabricantes a adotarem os princípios da Indústria 4.0, com o objetivo de transitar da produção automatizada para a produção inteligente, destacando a importância da gestão eficaz dos ativos.

O cenário global de negócios tem enfrentado uma série de desafios, desde perturbações econômicas e ambientais até crises de saúde. A pandemia mundial acelerou a jornada de transformação digital das empresas, forçando-as a se adaptarem rapidamente às mudanças. A visibilidade de eventos críticos e a capacidade de reagir de maneira eficaz a períodos de inatividade tornaram-se essenciais para o sucesso das operações de produção.

Setores intensivos em capital, como o de refino, dependem de investimentos significativos em ativos físicos para manter suas operações funcionando. A otimização e coordenação de processos operacionais e de manutenção se tornaram desafios cruciais para essas organizações. Empresas de diversos setores, desde o automotivo até o de refino, estão adotando abordagens da Indústria 4.0 e produção inteligente e conectada.

À medida que a adoção da Indústria 4.0 e da digitalização se expande, a gestão de ativos empresariais (EAM) e a gestão de desempenho de ativos (APM) também ganham destaque. Essas soluções avançadas priorizam tarefas e iniciativas alinhadas às necessidades operacionais e de negócios.

 

A Prontidão para a indústria 4.0

A preparação para a Indústria 4.0 envolve a construção de uma base sólida de maturidade digital em recursos, sistemas, organização e cultura. Essa base serve de alicerce para a criação de atividades alinhadas à estratégia de negócios. Para melhorar o desempenho e a confiabilidade dos ativos, bem como promover a competitividade e a rentabilidade, os fabricantes devem integrar os conceitos da Indústria 4.0 com recursos avançados de gestão inteligente de ativos. Essa abordagem vai além da gestão de manutenção tradicional, incluindo um acesso mais amplo aos dados do processo.

As soluções de APM de última geração buscam oferecer insights sobre a confiabilidade dos ativos e processos, priorizando a prevenção de períodos de inatividade não planejados e a otimização da produção. Essa abordagem é essencial na transformação digital do setor, pois visa aprimorar a qualidade, eficiência e eficácia das operações.

APM

A gestão de desempenho de ativos (APM) é uma abordagem que prioriza os objetivos de negócio, indo além da tradicional confiabilidade e disponibilidade dos ativos. A APM moderna combina práticas tradicionais de gestão de ativos com tecnologias digitais para aprimorar a confiabilidade, manutenção e desempenho dos negócios. Ela abrange metas de negócios, ecossistemas de ativos, ferramentas digitais, dados e análises, além de práticas e aplicativos aprimorados.

 

A Transformação da indústria 4.0 e a gestão inteligente de ativos

A convergência da Indústria 4.0, produção inteligente e gestão inteligente de ativos está mudando a forma como os fabricantes operam. Essa abordagem permite a produção de produtos de alta qualidade com eficiência máxima e desperdício mínimo. As decisões são baseadas em fatores críticos de custo e risco de ativos, considerando o impacto financeiro e os custos relacionados.

As soluções de ERP, EAM e APM desempenham um papel crucial na implementação bem-sucedida da Indústria 4.0. Elas oferecem visibilidade e conectividade funcional à manutenção e operações, permitindo um gerenciamento mais eficaz de ativos complexos.

A automação e a gestão de empresas de bens de capital estão sendo transformadas pela ascensão da Internet das Coisas (IoT) e da Indústria 4.0. Novos sistemas de alto desempenho, conectados à nuvem, estão permitindo a gestão preditiva de ativos e a aplicação de funções analíticas de forma mais ampla e acessível. Essa evolução está criando oportunidades para diversos tipos de organizações.

Recomendações para a transformação digital

Recomendamos que as organizações adotem a gestão inteligente de ativos e a transformação digital, incluindo a conectividade profunda e a visibilidade dos fatores que afetam o desempenho da produção e da gestão de ativos. Além disso, é importante garantir a maturidade digital em recursos, sistemas, organização e cultura, para alinhar as iniciativas digitais à estratégia de negócios e operações. Ampliar o foco além dos custos e considerar o potencial de receita, lucratividade e impacto nos serviços é fundamental para obter sucesso na era da Indústria 4.0.

A gestão inteligente de ativos desempenha um papel fundamental na busca pela máxima eficiência na Indústria 4.0. À medida que a transformação digital se acelera, as organizações devem adotar soluções avançadas para otimizar suas operações. A convergência da Indústria 4.0, produção inteligente e gestão inteligente de ativos está transformando a maneira como os fabricantes operam, promovendo a eficiência, a eficácia e a competitividade. Essa revolução oferece novas oportunidades e desafios, exigindo que as empresas se adaptem e inovem para prosperar nesse ambiente em constante evolução. A gestão inteligente de ativos é a chave para o sucesso nessa jornada.

SPS Group

Soluções em Tecnologias

Especializada em soluções, através de processos e sistemas do ecossistema SAP, integrando informações de maneira rápida e confiável, tornando seu negócio mais eficiente.

Traduzir »
Precisa de ajuda?